Como Declarar Veículos no Imposto de Renda 2019

Saiba como declarar compra, venda e roubo de carros ao IRPF 2019

Por
Como Declarar Veículos no Imposto de Renda 2019

Se você recebeu rendimentos tributáveis (salário, férias e 13° salário) superiores a R$28.559,70 ou rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte como indenizações, FGTS e herança acima de R$ 40 mil você deve entregar a Declaração de Imposto de Renda 2019 entre 7 de março e 30 de abril.

São muitos documentos para separar e tantas informações para correr atrás, não é mesmo? Por isso, se você está na dúvida como declarar carro ou outro veículo ao IRPF 2019, nós vamos tirar suas principais dúvidas para que você não caia na malha fina. Confira agora!

Como declarar o automóvel ao Imposto de Renda?

Todos os veículos automotores, embarcações e aeronaves devem ser declarados. Para apresentar a Declaração de Ajuste Anual de Imposto de Renda você deve fazer o download do programa no site de Receita Federal.

As informações sobre o automóvel devem ser preenchidas na aba “Bens e Direitos”. Lá, você escolherá o código “21 – Veículo automotor terrestre” e, no campo “Discriminação” informe todos os dados do veículo: cor, marca, ano, modelo, placa, forma como comprou o carro e o Renavam.

O valor do veículo deve ser o mesmo pago no ato da compra, ou seja, você não deve seguir o valor da Tabela Fipe para o carro, apenas indique quanto pagou pelo automóvel. Um carro comprado há muito tempo não tem que ter o preço ajustado.

Como declarar a venda do carro ao IRPF?

Se você vendeu seu veículo em 2018 as informações devem ser inseridas na aba “Bens e Direitos”. Cite a data em que o veículo foi vendido e os dados do comprador como CPF ou CNPJ. Deixe o campo “Situação em 31/12/2018 (R$)” em branco.

Vendi meu carro, mas o novo comprador não efetuou a transferência. O que fazer?

Depois que um veículo é vendido o novo dono tem o prazo de até 30 dias para realizar a transferência do bem, mas, caso isso não tenha acontecido, você deve incluir o carro na sua Declaração de Imposto de Renda normalmente.

Como declarar veículo financiado ao Imposto de Renda?

Caso você tenha adquirido um carro através de financiamento, as informações devem ser inseridas na ficha “Bens e Direitos”. Além das informações sobre o veículo, inclua as condições do financiamento, quantidade de parcelas, valor financiado, nome e CNPJ do banco. Outra informação importante é incluir o valor pago até o último dia do ano passado.

Importante: financiamento não entra como “Dívida e Ônus”, portanto, não precisa preencher essa aba.

Como declarar um veículo roubado ou que sofreu perda total no IR 2019?

Se o seu carro foi roubado ou sofreu perda total esse fato também deve ser relatado na Declaração de Imposto de Renda. Na ficha de “Bens e Direitos”, informe o fato ocorrido, além dos dados relativos ao veículo, deixando o campo “Situação em 31/12/2018 (R$)” em branco.

Caso tenha sido indenizado, informe o valor recebido da seguradora, colocando ainda dados como nome e CNPJ da empresa de seguros.

Se você comprou um novo veículo com o valor da indenização, registre a aquisição na ficha “Bens e Direitos”, detalhando que o dinheiro usado na compra foi recebido pelo seguro.


Como você viu, transações como compra, venda, doação e roubo devem ser inseridas na Declaração Anual de Imposto de Renda. Gastos do dia a dia como combustível e manutenções não são dedutíveis e você só precisa mencionar alterações no carro caso sejam benfeitorias que valorizem o veículo.

Agora que você já está por dentro de como declarar o automóvel no IRPF 2019, é hora de separar toda a documentação necessária. Aproveite e compartilhe esse post com seus amigos!